Positividade Tóxica

Nestes tempos difíceis que vivemos, e consequente isolamento social, as redes sociais imperam e a ideia de que a vida perfeita existe tem sido uma constante. As redes sociais não mostram a experiência humana em toda a sua complexidade, apenas fragmentos dela que, na maioria das vezes, são a parte feliz, obrigando-nos a comparar as nossas vidas com as vidas (supostamente) perfeitas que vemos na internet. Assim, esta tendência constante por só querermos mostrar (ao OUTRO) e assumir (para com o OUTRO) a nossa melhor versão e a suposta perfeição vivencial leva-nos, muitas vezes, a um desagaste emocional enorme e à vivência de uma vida ilusória.

A positividade tóxica consiste em impormos a nós e aos outros uma atitude falsamente positiva em todas as situações. É portanto uma crença de que precisamos de estar sempre bem, de só mostrar sucessos e realizações, de mostrar o que a cultura popular identifica como positivo. Quantas vezes contamos algo negativo sobre a nossa vida a alguém e ouvimos coisas como: “Pensa positivo!”; “Podia ter sido pior.”, “Mas pelo menos…”. Estar numa situação emocionalmente difícil já faz com que as pessoas se sintam sozinhas e isoladas, então quando os outros tentam silenciar essas emoções, especialmente amigos e familiares, este sofrimento pode agravar-se. Focar-nos nos aspetos positivos das diferentes situações que ocorrem na nossa vida pode ser terapêutico e construtivo, o problema é que levado ao extremo pode gerar uma visão muito parcial da realidade e um sentimento de desamparo.

As situações que vivenciamos no nosso dia-a-dia despertam várias emoções, a tristeza, raiva, ansiedade ou inveja, para além de fazerem parte delas, são bastante comuns. Aceitar que essas emoções existem e lidar com elas faz com que sejamos mais empáticos. Quando entendemos as nossas fragilidades, somos mais compreensivos com as fragilidades dos outros e, isso pode ser uma ótima forma de abrir um canal de comunicação sobre as nossas emoções e potenciar uma maior inteligência emocional.

 Quantas mais emoções conhecemos, mais fácil é poder identificá-las e melhor preparados estamos para saber como lidar. Não devemos reprimir essas emoções e negar tudo aquilo que é negativo, até porque além de desonesto, torna-se emocionalmente exaustivo, não nos permitindo sermos resilientes (capacidade de nos adaptarmos a situações adversas). Todas as nossas emoções são autênticas e reais, e todas elas são válidas. Ignorar emoções “negativas” pode ter consequências sérias para a nossa saúde física e mental.

            O sofrimento emocional não deve ser desvalorizado e palavras positivas não resolvem a questão. Por isso, a ajuda de um profissional especializado é fulcral. É importante estarmos atentos e não nos exigirmos estar sempre bem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s